Eu tenho um problema. Que eu nem sei bem ao certo se é mesmo um problema, mas enfim, mania que a gente tem de achar que tudo é problema… rs…

É que eu sou muito, muito atenta a tudo o que as pessoas me dizem (ou quase tudo, há que se ter algum filtro pras coisas sem noção que surgem) e principalmente no que diz respeito às experiências delas. Então se as pessoas me contam de uma viagem incrível e de algum aperto que passaram ou de um hotelzinho maravilhoso, eu guardo. Se me contam que lavar louça é melhor na máquina, eu guardo. Se dizem que a mãe deve beber chá de cominho enquanto amamenta e isso reduz as cólicas do bebê, eu guardo. E guardo tantas outras coisas mais… Aí, lógico, alguém um dia fala que vai viajar pro lugar tal, eu já digo qual é o hotelzinho maravilhoso e dou a dica pra evitar o perrengue. Se falam de desperdício de água, já mando a dica da lava-louça (que se dane, pra mim continua o hífem). Se aparece uma grávida preocupada com as cólicas do filho, eu já falo do chá. E por aí vai, né? Cês captaram o lance?

Até aí, tudo bem, mas tem sempre um pra perguntar “e você já foi lá?”, “e seu filho teve cólicas?”… e eu tenho que dizer que não, não fui lá e não tenho filhos… (mas a lava-louças eu comprei). E explico que a informação veio de terceiros (no caso de filhos, só repasso as dicas das amigas super próximas, nas quais eu confio e pude ver as experiências devidamente em prática). Não que isso seja um problema, mas eu fico levemente incomodada por estar transferindo uma experiência que não é minha… sei lá se o povo acha que eu tô doida, mas eu não consigo fazer cara de paisagem quando alguém quer mesmo uma opinião – a minha eu só dou nessas condições, do contrário fico beeeem mudinha.

Lembrei disso porque chegando no trabalho hoje o povo tava falando de faxina e afins, uma amiga disse que detesta lavar louças e lá em casa eu também não curto muito, mas o marido manda ver! Eu coloco tudo na máquina, ele quer lavar na mão (difícil convencer o moço). Aí já mandei a dica: comprem lava-louça! É mais prático e economiza água. E lembrei que eu aprendi isso com meus amigos que moraram na Alemanha e só lavavam louça na máquina porque a água lá é super cara, então era realmente econômico. Foi deles também a dica do chá de cominho, o filhote nunca teve nadica de cólica!

Mas enfim, precisando de dicas de viagem pra Alemanha: amigos meus já moraram lá, sei tuuuudo!